HOMENS DO CAIXÃO / Francisco Aparecido


Homens do caixão conta a saga de Teodorico, o corrupto prefeito de Socorro, no interior paulista, um homem muito supersticioso. Ele acredita que o município é assombrado por oito homens fantasmas que carregam um caixão no cruzamento das estradas das fazendas de café, à noite. Essa crença leva o município a uma situação de calamidade, a ponto de o governo militar enviar à cidade um oficial, o coronel José Luiz, que é levado a crer na superstição do prefeito, transformando a situação em caso de segurança nacional e os fantasmas em armas, para o Brasil derrotar os norte-americanos e se tornar uma potência mundial. Baseada numa lenda do café, Homens do Caixão critica de forma cômica a ditadura militar que, querendo um Brasil poderoso, mas com os cofres públicos vazios, foi obrigada a investir capital estrangeiro dos Estados Unidos da América e dos fundos financeiros mundiais. Também critica a corrupção política através de um dos protagonistas da história, o Coronel Prefeito Teodorico.

Francisco Aparecido nasceu em 29 de abril de 1985. Desde criança mostrou-se interessado por leitura e por escrever pequenas histórias, mas só aos dezoito anos começou a escrever profissionalmente, em resposta a uma mal produzida novela das sete: escrevia alguns capítulos com determinada resposta, mas nunca conseguiu êxito de produção. Seguindo o interesse em escrever, elaborou Homens do Caixão entre novembro e dezembro de 2003 como peça de teatro, mas, por se tratar de um texto que exigia muito dos atores, nunca foi encenado. Resolveu adaptar o texto para a rapsódia ou romance em 2013, e assim espera ser menos hermético.

Serviço:

Homens do Caixão
Francisco Aparecido
Scortecci Editora 
Ficção
ISBN 978-85-366-5933-6
Formato 14 x 21 cm
100 páginas
1ª edição - 2019
Preço: R$ 30,00
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home