CADERNO DE POESIAS E ALGUMA PROSA / Desiderium

Caderno de poesias e alguma prosa traz a público algumas poesias e pequenas crônicas, escritas de maneira esparsa ao longo de muitos anos. Agora, que o autor está vivendo o encantamento de ser avô, resolveu publicá-las como uma homenagem e um legado aos seus familiares.

DESIDERIO PIRES SILVEIRA (DESIDERIUM) nasceu em Bagé (RS), na fronteira do Brasil com a República Oriental do Uruguai, em outubro de 1953. Até 12 anos morou com os pais e irmãos na zona rural do município, onde a mãe era professora e o pai, proprietário rural e pecuarista. Completou o ensino de primeiro grau em Bagé e o segundo grau em Porto Alegre. Graduou-se geólogo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1979. Fez pós-graduação em Geofísica na Universidade Federal da Bahia, onde obteve o grau de Mestre em Geofísica Aplicada em janeiro de 1984. Trabalhou na Petrobras por quase 32 anos e fez parte da equipe de geólogos e geofísicos que descobriu as fantásticas jazidas de petróleo do pré-sal da Bacia de Santos. Em 2013 escreveu o livro Autismo & Escapismo – Crônicas e indagações sobre as duas faces da síndrome. Em 2014 escreveu Rincão dos Canários – Uma lasca de tempo e espaço. As duas obras foram publicadas pela Scortecci Editora.

Dirce Sales nasceu em fevereiro de 1950 no Rio de Janeiro. Teve formação educacional na Escola Normal Bittencourt, em Campos dos Goitacazes (RJ), e Pedagogia na Sociedade Universitária Augusto Motta. Na área profissional, é concursada pela Rede Municipal de Educação da cidade do Rio de Janeiro, como professora regente do ensino fundamental e classes especiais. Iniciou os estudos da Língua Internacional Esperanto na Federação Espírita Brasileira e vinculou-se ao Movimento Espírita-Esperantista e ao Movimento Neutro, com franca atuação na área artística, tendo produzido alguns CDs autorais: Almenaŭ, Kambukao, Jen Mi, Infanoj e Lernu kantante kun Dirce Sales. Escreveu e produziu algumas dramatizações e esquetes. Foi premiada no Concurso de Redação para Professores em 2003, pela Folha Dirigida, e no concurso de poesias para os profissionais de Educação. Também recebeu prêmios internacionais: “Kiu konis Sinjoro Bosko Nedelkoviĉ?”, uma coletânea de contos organizada por Giuseppe Campolo, da Federação de Esperanto da Itália; “Letero al Zamenhof”, concurso de cartas ao autor do Esperanto; “La trajno”, contos em Esperanto.
... Esperanto, mia lingvo!
... Esperanto, minha língua!

Serviço:

Caderno de Poesias e Alguma Prosa
Desiderium
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-65-5529-545-0
Formato 14 x 21 cm 
72 páginas
1ª edição - 2021
Preço: R$ 30,00

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home