Luciane Madrid Cesar

Luciane Madrid Cesar, nascida em São Paulo, mora atualmente no sul de Minas. Graduou -se em Letras e participa desde 1986 de concursos literários, sendo premiada algumas vezes. Foi diretora de escola infantil por 8 anos. Este é seu primeiro livro dedicado às crianças.

Gato Camaleão
Olá, amiguinhos. Vocês já viram um gato, não é mesmo? Mas... e camaleão, quem já viu? Ele tem a capacidade de mudar de cor para se confundir com o ambiente onde ele está e assim se esconder de seus predadores. Entenderam por que Dona Leonor chama o gato de GATO CAMALEÃO? Boa leitura!

.
ENTREVISTA

Olá Luciane. É um prazer contar com a sua participação no Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro é sobre cores e destina-se a crianças pequenas que estejam aprendendo cores (tendo um adulto como leitor) ou a crianças que estejam começando a ler. A ideia surgiu de uma coletânea de poemas infantis que fiz para presentear.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Eu escrevo desde criança. Meu pai e meu avô escreviam poemas, contos, teatro, músicas e eu convivi com isso desde muito cedo. Escrevi contos e poemas ao longo da vida. Fui engavetando. Vez ou outra participava de concursos literários, conquistando, ocasionalmente, algum prêmio. Trabalhei 28 anos em banco e o tempo era escasso para o mundo das letras. Com a aposentadoria, retomei meus projetos. Em literatura infantil, espero que este seja o primeiro de muitos. Este livro faz parte de um conjunto de poesias infantis e já estou trabalhando na ilustração de mais duas poesias para futura publicação. Além disso tenho dois livros para adultos publicados: um de contos Encontros em Contos e um de poesias Café com poesia. E estou trabalhando em um romance.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Ser escritor no Brasil não é tarefa fácil, já que, culturalmente, não temos o hábito de ler. O baixo nível educacional da população também dificulta a formação de leitores. Além disso, o perfil do leitor mudou muito e com as novas tecnologias o escritor tem que fazer muito mais do que escrever. As mídias sociais tem hoje um papel importantíssimo na divulgação de autores. O profissional da escrita precisa atuar na internet, não só disponibilizando e-books, mas divulgando seus livros nas plataformas, com booktrailers, resenhas, contatos com influenciadores... No meu caso, com um livro infantil, estou preparando um canal de contação de histórias no youtube. Se trabalhar bem, terei visibilidade como autora e conquistarei leitores.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Um conhecido meu publicou com vocês há alguns anos. Fiz contato com seus editores, recebi algum material mas só agora me senti preparada para a publicação.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
O Gato Camaleão é um livro lindo, com uma história alegre e engraçada. Já recebi vários retornos positivos dos exemplares que já vendi. As crianças gostam de bichinhos domésticos e o cenário lhes é familiar também. O texto apresenta algumas palavras que talvez sejam novas para os pequenos, o que estimula a curiosidade e enriquece o vocabulário. Tenho certeza de que vão amar!

Maria Cristina Andersen
Blog do Escritor

Curta nossa página no Facebook
Facebook

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home