Mauricio R. B. Campos

Mauricio R. B. Campos. O paulistano é escritor com uma atração pelo inusitado, pelo oculto e pelo horror cósmico. Participou de dezenas de antologias de contos e organizou duas delas: Detetives S.A. e Guerras Cthulhu. Vencedor do V Concurso de Contos Livrarias Curitiba e do HQ Mix 2015 por seu trabalho de coautoria no roteiro de O Rei Amarelo em Quadrinhos. Publicou de forma independente os livros de contos Mosaicos Urbanos e O Distrito Amarelo, traduzidos para o inglês, espanhol e italiano.
Site do autor: www.mauriciorbcampos.com.br

Incompatível
Uma jovem maga do Caos, desiludida com o mundo, decide mergulhar em uma jornada de autoconhecimento chamada Quebra do Ego, que prevê uma troca de crenças, seguir e acreditar no contrário de suas convicções. Porém, nesse processo, ela não esperava encontrar a paixão nos braços de um jovem da elite de sua cidade natal. Agora ela conseguirá se manter fiel à prática mágica avançada que decidiu iniciar apesar dos apelos de seu coração? Como ela conseguirá conciliar sua jornada de descoberta interior com um sentimento que a afasta dessa busca por seu verdadeiro eu?
Sua mente é compatível com um mundo doente? Um herdeiro que não aceita que sua vida já estava planejada. Uma tatuadora que deixa tudo para trás para concretizar um dos maiores desafios da magia ao se envolver com uma entidade mágica que descobriu por acaso em um blog na internet. Disposta a buscar sua verdadeira identidade, ela irá testar seus limites e adotar uma nova forma de viver; o que ela não poderia imaginar é que o amor cruzaria seu caminho. As escolhas dos personagens de Incompatível nos levam a refletir sobre as coincidências que, apesar de inicialmente nos parecerem meros acontecimentos aleatórios, são muito mais do que isso. Na verdade, a justaposição de ações e pensamentos aparentemente sem importância é, em sua essência, a substância com a qual o nosso destino é edificado. Acompanhe essa trama de Magia do Caos, ativismo ambiental e estilos de vida alternativa que se desenrola em cidades no Brasil e diversas localidades na Espanha.
O pensador indiano Jiddu Krishnamurti certa vez disse que não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente. Em Incompatível, pessoas inconformadas com o seu papel no mundo criam formas de mudar seu destino. Acompanhe os passos de uma tatuadora que usa a Magia do Caos para burlar as regras desse mundo em sua jornada de autoconhecimento e descubra o que pode estar faltando para um jovem que aparentemente tem tudo. Magia do Caos é uma corrente mágica desenvolvida na Inglaterra que se distancia dos preceitos da magia tradicional. Conheça essa vertente da magia que mistura cultura pop com ocultismo ancestral.

ENTREVISTA

Olá Mauricio. É um prazer contar com a sua participação no Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Tomei conhecimento desse movimento chamado Magia do Caos a partir de colegas escritores e comecei a buscar mais informações sobre essa forma anárquica e totalmente desprovida de hierarquia de magia. Quanto mais eu descobria sobre o assunto, mais parecia que era uma espécie de movimento que hackeou as bases da magia tradicional ou thelêmica e a colocou disponível na internet para qualquer curioso. Não requeria prática tampouco habilidade. Era como disponibilizar uma receita de fabricação de explosivos no quadro de avisos de uma escola secundarista. Tudo podia dar errado.
Os escritores trabalham na base do E se… Então comecei a imaginar todas as possibilidades de coisas que poderiam sair do controle com a utilização de Magia. E foi desse exercício de projeção de desastres que nasceu Incompatível. Esse livro se destina a todos que tenham interesse por ocultismo ou que estejam procurando uma boa história de amor (fora dos padrões de comédia romântica).

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Esse é o meu primeiro romance, mas já participei de muitas antologias de contos e escrevi algumas noveletas (histórias que pela sua extensão estão entre o conto e o romance) que entraram em coletânes. Também sou roteirista e trabalho em roteiros para cinema e quadrinhos. O meu roteiro A Rainha de Amarelo, foi vencedor do Oscar™ dos quadrinhos nacionais, o Troféu HQ Mix.
Estou trabalhando agora em um thriller.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
O escritor no Brasil é um idealista, que busca em cada parágrafo dar uma contribuição pessoal para o mundo das letras. Minhas principais obras são traduzidas e vendidas ao redor do mundo nas mais diversas plataformas digitais, essa é a forma que encontrei para tentar burlar a fraca demanda por literatura no Brasil. Tenho trabalhos traduzidos para o africâner, espanhol, inglês, italiano e francês. Hoje posso dizer que sou mais lido no exterior do que no Brasil, o meu sonho é que essa equação se inverta.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Acompanho o trabalho sério da editora há bastante tempo. Infelizmente o nosso mercado de escritores independentes está repleto de armadilhas, de estelionatários que se dizem editores. O Grupo Scortecci é um porto seguro nos mares revoltos desse cenário independente, dando a possibilidade de um autor iniciante dispor dos mesmos serviços oferecidos pelas grandes casas editoriais.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
O meu livro é um livro que merece ser lido pois trata de um tema universal e muito caro a todo ser humano. Incompatível é um livro sobre a capacidade humana de crer. Talvez a nossa possibilidade de crença seja o fator que mais nos caracteriza como seres humanos. Nós escolhemos crer e somos modificados por essa escolha.
Se você escolheu crer que o Universo e nosso plano de existência funciona de uma determinada maneira e não de outra, seja você teísta ou ateísta, Incompatível irá lhe trazer reflexões sobre suas crenças e como elas nos afetam.

Maria Cristina Andersen
Blog do Escritor

Curta nossa página no Facebook
Facebook

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home