RÉQUIEM NA TERCEIRA PESSOA / jorge-arildo

Todo mundo tem seus próprios problemas, no entanto, mais sentimentaloide que tocante, a maioria teima em enfeitar suas histórias com relatos piegas e forçados: dramas ordinários, senão banais, invariavelmente viram clichês... Pinçando excertos no pensamento, revelando fortuitos pedaços do passado, o autor passa longe de recontar historinhas da infância. Transitando acima e além do palavreado singelo, episódios perfeitamente triviais, coisas típicas e rotineiras ganham significativa emoção, resultam tremores ao coração. Recolhendo aqui e ali fragmentos irresistíveis, no ordenamento de situações emblemáticas para a formação do texto, dá nova cor ao insólito. Sublinhando valores práticos e expandindo conceitos, de forma irreverente e improvisada, os fatos pitorescos do cotidiano e experiências próprias aqui estão impregnados de inspiração e cuidados. Espontâneo e criativo para retratar as inusitadas circunstâncias, vale-se da poesia, leveza necessária para apreciar o que é intenso e belo nos detalhes. Assim equipado transcende o prosaico fatalismo: com respeito e responsabilidade se empenha em recompor uma vasta e emaranhada paisagem, eivada de histórias e superações.

Entusiasta apaixonado por poesia, jorge-arildo é natural do Rio Grande do Sul. Desde os bancos escolares, este Engenheiro Mecânico lidou bem com as letras, auxiliando com naturalidade os colegas na formatação de suas redações. Na comunidade pobre e analfabeta de Cachoeira do Sul, com desprendimento e brilho nos olhos atendia às solicitações de vizinhos, lendo e redigindo as cartas que circulavam e uniam parentes distantes. Instintivamente consumia todo o escrito que se lhe deparava. Tendo oito livros publicados, seis são de poesia... Aposta e desafio, contos e crônicas configuram seu nono trabalho. Patenteando um novo estilo com nuances de hilaridade e drama, Réquiem na terceira pessoa resulta numa coletânea de histórias do cotidiano. Discorrendo sobre a teoria da irreverência do ser humano, retratando mazelas e sonhos, a construção narrativa explora o surreal e o pitoresco, indo do trágico ao cômico. Permeada de realizações e fracassos, as peculiaridades dos personagens, férteis de glória e graça, resultam plenas de dignidade.

Serviço:

Réquiem na Terceira Pessoa
jorge-arildo

Scortecci Editora
Contos
ISBN 978-65-5529-419-4
Formato 16 x 23 cm 
128 páginas
1ª edição - 2021
Preço: R$ 30,00

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home