NÉ CULHUDA NÃO, COMPANHEIRO! / Hélio Motta

Seguindo os conselhos de mãinha, começamos a planejar a etapa seguinte que consistia em melhorar os meios de produção, torná-los acessíveis a todos e mais baratos. Preparar as próximas gerações com conhecimentos básicos e vitais. Construir uma sociedade lastreada por novas tecnologias, uma maior equidade entre pessoas e, como consequência, uma melhor distribuição de renda. Prometeu se encarregou de colocar uns vinte satélites artificiais em torno do globo terrestre para servirem de repetidores do nosso sinal televisivo. Teríamos que construir uma emissora potente de televisão para facilitar a comunicação com todas as nações, entrar na casa de todo mundo, falar olho no olho. Anexo ao laboratório, começamos a construir outro, dessa vez para desenvolvimento da nova fonte de energia que irá mudar definitivamente o eixo das forças econômicas existentes: usinas atômicas de fusão a frio com reação nuclear de altíssima energia, sem nenhum efeito colateral danoso ou perigoso e de fácil e eficiente uso. A energia que vai substituir o petróleo, o carvão mineral, a energia elétrica, solar e eólica como é conhecida e produzida até então. Outro anexo, para construirmos os protótipos que serão acoplados a todas as máquinas e equipamentos movidos a energia, seja ela qual for. Essa etapa vai ser tocada pelos netos, que ainda não fizeram os setenta anos, mas, entusiasmados, começaram a estudar física.

“Sim, estarei sempre com vós, até o final dos tempos”
“O reino dos céus é tomado por esforço e os que se esforçam se apoderam dele”
“Aquele entre vocês que não tenha pecado, seja o primeiro a atirar uma pedra”
“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”
Prometeu, quando Jesus de Nazaré.
“Quando duas pessoas trocam seus pães, cada uma volta com um pão, mas quando trocam ideias, voltam com duas ideias”
“Não viva no passado, não sonhe com o futuro, concentre a mente no momento presente”
Zoroastro, quando Buda.
“A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange todo o universo”
“Se, a princípio, a ideia não é absurda, então não há esperança para ela”
Mamãe, quando assoprou para Albert Einstein.

Nada,
nada,
nada,
nada,
nada,
nada,
heliomottaf@gmail.com

Serviço:

Né Culhuda não, companheiro!
O Céu não é o limite
Hélio Motta

Scortecci Editora
Contos
ISBN 978-65-5529-142-1
Formato 14 x 21 cm 
108 páginas
1ª edição - 2020
Preço: R$ 30,00

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home