PALAVRAS TRONCHAS / Edobardo Lyra

Persiste o poeta em sua infrutífera faina literária apresentando agora essas palavras tronchas em sua mais plena literalidade coletânea errática de poemas inconsequentes aos olhos e ouvidos dos desavisados. Os avisados se escafederam previamente evitando o dissabor. A obra continua vindo a público por conta do bolso ralo do autor pois ainda desta vez não houve alma benemérita que se atrevesse a assumir o risco certeiro da publicação.

Edobardo Lyra aos quatro de abril de mil novecentos e quarenta e quatro d.C. no bairro de Pinheiros na cidade de São Paulo no estado de São Paulo num país chamado Brasil do reino animal gênero homo espécie dita sapiens segundo consta de relatos familiares foi parido em parto normal porém com bastante dificuldade e dor. Na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo lhe concederam um doutorado em engenharia metalúrgica para que com alguma proficiência fosse ganhar e repartir o pão dele de cada dia. Na Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo lhe concederam um bacharelado em letras para que fosse tentar convencer palavras a se juntar em frases e versos na talvez vã tarefa de dar algum sentido a sua existência tão mal cumprida tão mais comprida do que a restinga de Maraimba. Sobra a máscara de Eduardo Barchiesi com a qual lhe concederam um RG e um CPF colocou outras máscaras para brincar no carnaval da vida. De Omar Bem Iamin como fabulista. De Alan Pow contista. Sheik Spir dramaturgo. Loco Carneiro romancista. Edobardo Lyra protopoeta.

Serviço:

Palavras Tronchas
Edobardo Lyra

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-5284-9
Formato 14 x 21 cm 
208 páginas
1ª edição - 2017
Preço: R$ 35,00

 
 
Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

Portal do Escritor 
Divulgação de Autores e Livros da Scortecci

FALE CONOSCO

 
Nipotech