Orlando Sampaio Silva - Autor de: Episteme e Emoção

Orlando Sampaio Silva nasceu à 24/01/1932, em Bragança, PA; há 53 anos reside em São Paulo, SP, Brasil; é advogado (OAB/SP); antropólogo, membro efetivo da Associação Brasileira de Antropologia-ABA; mestre e doutor em CS (Antropologia); professor titular (Antropologia), aposentado, da UFPA; membro emérito da Academia Paraense de Ciências; membro efetivo da UBE/SP e correspondente da UBE/RJ; pertence a diversas Academias de Letras, tais como a ACLASP e da ALPAS 21; membro correspondente da APL; autor de artigos e capítulos de livros editados no Brasil e no exterior, p.ex., um ensaio sobre Herbert Baldus, in Revista de Antropologia, Vol. 43, Nº 2, Dept. de Antropologia da FFLCH-USP, 2.000; autor de livros de antropologia e de poesias, cf. a seguir: TUXÁ – Índios do Nordeste, Selo Universidade – Antropologia, Ed. Anna Blume, São Paulo, 1997; Eduardo Galvão – Índios e Caboclos, Ed. Anna Blume, São Paulo, 2007; Índios do Tocantins, Ed. Valer, Manaus, 2009; A Vontade de Potência, Chiado Ed., Lisboa, 2013; Militares na Política do Pará e outros registros do testemunho e da memória, Ed. Paka-Tatu, Belém, 2014; Poemas de Amor e de Vida (este sob o pseudônimo: Orlando Torquato Sampaio da Silva), Ed. CBJE, Rio de Janeiro, 2015; Poiesis, Henvetia Ed., Rio de Janeiro, 2016; Pensamento – Vida – Poesia, Helvetia Ed., Rio de Janeiro, 2018; Eros na Poesia, Ed. Somar, Porto Alegre, 2018; Episteme e Emoção – Poesias, Ed. Scortecci, São Paulo, 2020.

Episteme e Emoção
O livro contém 50 poesias do autor classificadas em Cadernos, conforme a seguir: Caderno I - Poesias líricas, românticas, de amor, eróticas; Caderno II - Poesias de reflexão, conceituais, filosofia; Caderno III - Poesias introspectivas, auto-reflexivas; IV - Poesias inspiradas em pessoas muito queridas da família; V - Memória, rememorações da terra de origem do autor; VI - Poemas com temas diversos.

.
.
ENTREVISTA

Olá Orlando. É um prazer contar com a sua participação no Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro?
Trata-se de um livro de poesias.

Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Escrevi-o por ser poeta. Destinado ao público adulto jovem e adulto maduro.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Sou autor de dez livros, sendo cinco em prosa e cinco de poesias. Os em prosa abordam temas antropológicos (sou antropólogo), históricos, e de memória e testemunho

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Não sou escritor profissional. Sou professor aposentado, advogado e antropólogo. Tenho grande satisfação em publicar os meus livros. Quanto aos leitores em geral, trata-se de uma questão de educação na sociedade, uma questão cultural. Há leitores, mas deveria haver muito mais, desde a infância até a maturidade. As sociedades não são estáticas; elas mudam com o tempo. Passada a atual fase de obscurantismo, certamente aumentará quantitativa e qualitativamente o número de leitores.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Como eu disse, sou autor com livros publicados. Sou associado à União Brasileira de Escritores-UBE. Sou um frequentador de livrarias (por enquanto, não!) e acompanho o movimento editorial.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
As poesias que constam do meu livro Episteme e Emoção – Poesias se dividem por conteúdos temáticos: poesias lírico-românticas, de amor, eróticas; poesias intimistas, de meditação, conceituais, filosóficas;  poesias de afetividade relacionada à minha família; poesias de rememoração de minha terra de origem, e poesias de temas diversos. Espero que minhas poesias agradem aos leitores.

Maria Cristina Andersen
Blog do Escritor

Curta nossa página no Facebook
Facebook

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home