Remo Rabello Mesquita

Remo Rabello Mesquita. Filho de José Antonio Mesquita Campos e Maria das Dores Rabello Campos, nasceu em Três Pontas, sul de Minas Gerais. É o sétimo filho de uma família de doze irmãos e formou-se em Odontologia na Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas (EFOA) Minas Gerais em 1970. Casado em 1973 com Stela Maris, tem três filhos: Remo Filho, Renata e Thiago, e cinco netos. Residiu nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Passou grande parte da sua vida na cidade de Niterói, onde residiu e trabalhou durante trinta anos. Atualmente reside em Divisa Nova (MG).

Peregrinar é preciso
Não é uma obra de ficção. No dia 13 de julho de 2007, em Niterói (RJ), o autor é submetido a uma cirurgia para a retirada de um tumor maligno na próstata. No longo e solitário período pós operatório que se seguiu, Remo mergulha nas profundezas do seu ser e se recolhe em oração e reflexão. A oração destrava as portas do seu coração. Então ele clama por misericórdia e se encontra com o Cristo Médico. A partir desse Encontro com o Divino Mestre, Médico e Salvador, Remo passa a registrar em prosa e versos a sua peregrinação pelos sinuosos e incertos caminhos da vida. Jesus, nos diz: Vinde a mim todos que estais fadigados e sobrecarregados e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós meu jugo e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e assim encontrareis conforto para as vossas almas, pois o meu jugo é suave e o meu peso é leve! (Mateus 11, 28-30) Assim, como bons peregrinos, alegres e confiantes, aceitemos esse convite e vamos em frente, pois PEREGRINAR É PRECISO.

ENTREVISTA

Olá Remo. É um prazer contar com a sua participação no Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
PEREGRINAR É PRECISO, Reflexões de um peregrino não é uma obra de ficção. Trata-se de uma coletânea de crônicas e poesias que relatam uma caminhada espiritual, que é comum a todos nós. Pois, nos incertos e sinuosos caminhos da vida, somos todos caminhantes, peregrinos. No dia 13 de julho de 2007, em Niterói, RJ, fui submetido a uma cirurgia para tratamento de um câncer na próstata. Após um longo período de recolhimento, oração e reflexão, passei a registrar em prosa e versos, a minha peregrinação pelos caminhos da vida. Viver é caminhar. É peregrinar em busca do sentido da vida. De onde viemos? Para onde vamos? Qual é o sentido da Vida? Nós somos todos caminhantes. Somos todos peregrinos em busca do sentido da vida. Portanto, este livro se destina a todos. Se destina a homens e mulheres de todas as idades, que apesar de todas as dificuldades que surgem nessa fascinante caminhada pela vida, acreditam nas palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai, senão por mim.” (João 14:6).

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Stela e eu, temos três filhos e cinco netos. Eu já plantei muitas árvores. Estou muito feliz com o Lançamento deste primeiro livro. Mais do que a realização de um sonho, o Lançamento do livro, PEREGRINAR É PRECISO... é uma grande benção. Dou graças a Deus por isso. Já existe material para o segundo livro. Contudo, nesse momento o meu objetivo é compartilhar com um maior número de pessoas essa história, essa caminhada espiritual, essa grande benção. O futuro a Deus pertence. Vamos caminhando com a graça de Deus. Para mim, cada amanhecer é um presente, uma dádiva do Criador. Eu já estou na prorrogação do jogo da vida. Passou a infância, passou a juventude, passou a meia idade. Para mim, passou o tempo da auto afirmação. Passou o tempo em que se dá muita importância ao TER. Estou no tempo da maturidade. Estou no tempo da melhor idade. É tempo de reflexão. É preciso ter as coisas básicas para se viver com dignidade. Porem, não podemos esquecer que mais importante do que TER, é SER. Por isso, em minhas orações eu clamo a Deus: Ajuda-me Senhor! A ser uma pessoa melhor a cada dia. A ser hoje, uma pessoa melhor do que ontem. A ser amanhã, uma pessoa melhor do que hoje.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
É muito triste, lamentável e extremamente grave o que ocorre no Brasil com relação a leitura. Infelizmente no Brasil a leitura é pouco valorizada. A cada dia vai se disseminando de forma avassaladora e assustadora a falta de interesse pela leitura. A tecnologia, a era digital, traz muitos benefícios, mas traz também muitos malefícios. É preciso ter muito cuidado, para separar o joio do trigo. Hoje, a facilidade proporcionada por esta tecnologia é uma faca de dois gumes. Esta sofisticada tecnologia áudio visual é muito prática, rápida e eficiente. Em pouco tempo um grande volume de informações é disponibilizado para o usuário. Em um primeiro momento parece ser tudo muito bom. Mas também pode ser muito prejudicial. Hoje as pessoas estão avessas à leitura. As pessoas não estão lendo livros. As livrarias estão fechando por falta de leitores. È extremamente grave e prejudicial a todos, trocar a leitura pela aparente facilidade desse sistema audiovisual. Se essa situação persistir para onde iremos? Sem livro não existe leitura. Sem leitura não existe reflexão. Sem reflexão não existe criatividade. Sem criatividade não existe humanidade. Sem humanidade não existe compaixão e poesia. Assim, tudo estará perdido. Estaremos assim, retornando ao tempo das cavernas.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Eu cheguei até a Scortecci por indicação de Priscila Tavares de Oliveira Goularte, de Três Pontas, Minas gerais. Em todas as fases do processo de edição do livro fui muito bem atendido por todos. Por isso, recomendo os serviços da Scortecci Editora.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim, o livro PEREGRINAR É PRECISO, Reflexões de um peregrino, merece ser lido porque se trata de uma história real. O livro fala de uma caminhada espiritual, que tem início quando em momento de muita dor e sofrimento, eu clamo a Deus por misericórdia e tenho um Encontro com o Cristo Médico. Na verdade, nada acontece por acaso, para aqueles que acreditam nas palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo. Assim, a mensagem especial para os leitores, vem do Divino Mestre, Médico e Salvador que nos diz: Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância. (João 10:10). Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai, senão por mim. (João 14:6). Assim, decorridos doze anos, desse extraordinário Encontro com o Cristo Médico, eu convido vocês, para que juntos, como bons peregrinos, alegres e confiantes, sigamos as pegadas do Divino Mestre. Pois, acredite, o céu começa aqui. O céu começa em você.

Maria Cristina Andersen
Blog do Escritor

Curta nossa página no Facebook
Facebook

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home