Nilcia de Andrade Oliveira V. Nunes

Nilcia de Andrade Oliveira V. Nunes autora do livro Robinho.
Ao estudar psicopedagogia e atuar com a pedagogia do afeto, percebi que poderia fazer algo maior dentro de sala de aula. Com um olhar diferenciado e procurando criar vínculos de afeto, obtive excelentes resultados como: a conquista da aquisição da escrita, a melhoria da autoestima, o gosto pelo estudo.

ROBINHO - do campo para a cidade
No caso deste livro que tenho a honra de prefaciar, o leitor poderá se deliciar com o cotidiano da sala de aula e de um aluno muito especial, descritos por um olhar da Pedagogia culturalmente sensível em forma de versos rimados. É o universo do cotidiano das salas de aulas levado para o mundo da literatura... Paula Cobucci

.

.
.

ENTREVISTA

Olá Nilcia. É um prazer contar com a sua participação no Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro diz respeito a realidade vivida por professores e alunos no cotidiano escolar sendo elas: a dificuldade de aprendizagem, indisciplina, inclusão, valores a serem cultivados, entre outras questões existentes que impossibilitam maiores êxitos no contexto ensino/aprendizagem. Ao estudar psicopedagogia e atuar com a pedagogia do afeto, percebi que poderia fazer algo maior dentro de sala de aula. Com um olhar diferenciado e procurando criar vínculos de afeto, obtive excelentes resultados como: a conquista da aquisição da escrita, a melhoria da autoestima, o gosto pelo estudo... Assim, decidi escrever todas essas experiências positivas e transformei-as em poemas de versos rimados.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Penso que este livro servirá de exemplo para que outros alcancem os mesmos resultados positivos dentro de sala de aula. Tenho outras lindas histórias que as guardo com imenso carinho e procuro editá-las.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Penso que esse fator é muito negativo e precisa ser estimulado por nós educadores, o governo e as editoras. Quem gosta de ler, passa isso adiante servindo de exemplo aos filhos e aos mais próximos.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Através da internet, buscando editoras.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim.  A realidade vivida pelo personagem do livro é comum no Brasil. Inúmeras pessoas mudam constantemente em busca por melhoria da qualidade de vida. Acolher essas pessoas principalmente as crianças que chegam às escolas com dificuldade de aprendizagem ou de convivência é fator primordial de um bom educador.

Maria Cristina Andersen
Blog do Escritor

Curta nossa página no Facebook
Facebook

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home