REFORMA ÍNTIMA DE DENTRO PARA FORA / Sergio de Almeida

O amor, profundo como o mar, infinito como o céu, abraça todas as criaturas. Deus é o seu foco. Assim como o Sol se projeta, sem exclusões, sobre todas as coisas e reaquece a natureza inteira, assim também o amor divino vivifica todas as almas; raios penetrando através das trevas do nosso egoísmo vão iluminar com trêmulos clarões os recônditos de cada coração humano. Todos os seres foram criados para amar. As partículas da sua moral, os germes do bem que em si pousam fecundados pelo foco supremo, expandirão algum dia, florescerão até que todos sejam reunidos numa única comunhão do amor, uma só Fraternidade Universal.

Senhor! Sabemos que “o trabalho é uma prece”. Sinto a Vossa mensagem de trabalho e amor, todos os dias, na paz e na luz. No sorriso radioso e fecundo do Sol, que age em silêncio profundo, obedecendo à grande Lei que rege os mundos, astro que embala em seu seio os planetas que gravitam em seu redor. No laboratório infinito, onde laboram todos os aflitos, a vida agita-se, incessantemente, em um cântico de harmonia em torno do princípio Criador-Deus. E nesta grande sinfonia celeste, entoando louvores ao Pai criador do Céu e de toda a Terra, eu canto também a alegria de viver.
(Heigorina Cunha, in A Força da Mente)

O pensamento humano avança, desenvolve-se e, dia a dia, penetra mais além. O que hoje é desconhecido não o será amanhã. A carreira do espírito humano não está terminada. Fixar-lhe um limite é desconhecer a lei do progresso, é falsear a verdade. Acreditemos em Deus, grande espírito de Justiça no Universo. Tenhamos confiança em sua sabedoria, que reserva compensações a todos os sofrimentos, alegria a todas as dores e avanço de coração firme para os destinos que Ele nos escolheu. A mensagem da vida é harmonia. E para a exaltação, o refrigério da manutenção, que recompõe as energias. A consciência da ação correta não se compadece com a anarquia, a perseguição gratuita da ociosidade. Paira inalterada, em sintonia com as forças vitalizadoras do Bem, que proporcionam saúde. Ensina, persevera no ideal, mas não te consideres dono da verdade, servindo com amor e não estacionando para colher resultados ou observar frutos. A tua é a tarefa de ampliar horizontes do Bem na Terra, em nome do Amor não amado, até hoje incompreendido.

A dor física também tem a sua utilidade; desata quimicamente os laços que prendem o espírito à carne; liberta-o dos fluidos grosseiros que o retêm nas regiões inferiores e que o envolvem, mesmo depois da morte. Essa ação explica, em certos casos, as curtas existências das crianças mortas com pouca idade. Essas almas puderam adquirir na Terra o saber e a virtude necessários para subirem mais alto; como um resto de materialidade impedisse ainda o seu voo, elas vieram terminar, pelo sofrimento, a sua depuração. Quem sintoniza com a mente divina sempre exterioriza paz, irradiando incomum alegria de viver. Ao invés de revidar o mal que lhe impõem, oferece o amor que lhe falta, em forma de perdão e de fraternidade, que necessitam. Os começos são auspiciosos e rutilantes, assinalados tanto pelo entusiasmo como pela emoção exacerbada. No entanto, preservar e manter a ação nos dias sombrios e de monotonia constitui desafio, que nem todos têm coragem moral de enfrentar com a necessária altivez.

Serviço:

Reforma Íntima de Dentro para Fora
Sergio de Almeida

Scortecci Editora
Espiritismo
ISBN 978-85-366-5249-8
Formato 14 x 21 cm  
196 páginas
1ª edição - 2017
Preço: R$ 30,00
https://www.portalescritor.com.br/sites/arquivos/uploads/3160.jpg
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home