AQUELE TEMPO PASSOU / Lygia Lolo Silva de Carvalho

"Aquele Tempo Passou" é um livro de memórias. E como todo livro de memórias, extremamente nostálgico. Fala da nostalgia de uma infância e adolescência felizes, vividas junto ao mar. Da pujante nostalgia dos sete anos de Colégio Canadá, orgulho da terra dos Andradas, e por onde passaram várias gerações de santistas ilustres. É também a celebração da Santos de fins dos anos 40 e começo dos 50, época em que a cidade conheceu seus "mais faustosos, opulentos, gloriosos e esplendorosos dias". E aquela imensa raiva de não ter podido trazer "o passado roubado na algibeira". Porque como bem disse Proust, os verdadeiros paraísos são os paraísos perdidos.

Estas são memórias, de uma autora de excepcional qualidade, pela delicadeza e precisão dos contornos da ambiência de Santos, cidade mítica para os paulistanos [...] Gostei imensamente desta obra, que é um deleite para o espírito. A autora pôs sua paixão no papel, ao qual agregou uma fina qualidade estilística e gramatical, rara na literatura de hoje, com tendência para a economia linguística e a pobreza de estilo.
André Araújo

Lygia nasceu em Santos, onde passou a infância e adolescência. Cursou o Ginásio e o Científico no Gymnasio do Estado que virou Colégio Canadá. Pensou em ser engenheira, advogada, mas acabou fazendo vestibular na Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras lá na Maria Antônia. É bacharel e licenciada em Letras Clássicas pela USP. No segundo ano do curso, casou-se com seu ex-professor de Química do Canadá. Teve dois filhos, aos quais se dedicou em regime de tempo integral. Voltou a estudar. Aliança Francesa, Sociedade Brasileira de Cultura Inglesa, Instituto Italiano de Cultura, Instituto Goethe. Com exceção de aulas particulares de latim que deu quando ainda cursava a faculdade e algumas aulas na Cultura Inglesa, foi e continua sendo uma diletante. Tem paixão por teatro. Em algum momento pensou em fazer a Escola de Arte Dramática. Papai disse ??NÃO??. Sempre adorou escrever cartas, desde bem pequena. Adulta passou a escrever cartas, nem sempre respondidas, para escritores e jornalistas. Drummond respondia. Foi o estímulo que faltava. Não parou mais. Virou epistológrafa compulsiva.

Este livro esteve comigo desde sempre. Já na cabeça daquela adolescente que, ao se dar conta da fuga inexorável do tempo, tentava aprisioná-lo entre folhas de seu diário. Estes fragmentos de memória foram  escritos ao longo dos anos, em folhas soltas ou em cadernos e agendas, independentes uns dos outros, aleatoriamente, ao acaso da inspiração do momento. É minha declaração de amor a Santos, ao Canadá e aos que viajaram comigo através da adolescência, meus colegas, meus amigos, meus cúmplices. É também a celebração de um tempo que passou e de um mundo que acabou.

Serviço:

Aquele Tempo Passou
Fragmentos de Memória - Santos nas Décadas de 40 e 50
Lygia Lolo Silva de Carvalho

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-3713-6
Formato 16 x 23 cm 
408 páginas
1ª edição - 2014
Preço: R$ 50,00

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home