AS EVIDÊNCIAS DO SILÊNCIO / Maygon André Molinari

Há o canto nacional e o canto solitário. o canto para os muitos, para os uivos. o meu é um canto à parte, um à margem, uma quietude. para os poucos deste mundo. para os vários. não prescindo do orgulho, da minha terra, dos meus sonhos. não prescindo das minhas lutas, devaneios, corolários. não prescindo dos milagres e da fé mais absoluta. não prescindo do infinito e tampouco do acabado. meu texto é feito de ausências, de silêncios entrecortados. de falas e exigências, de calas e de sussurros. é feito o próprio tempo, ou a esfera girando ao redor de uma estrela distante ? e ao redor de si mesma.

Não estabeleço regulamentos, não dou ordens a não ser aos espelhos, aos espelhos da casa e que encontro nas ruas. acredito que o poema nos abre e nos fecha o mundo ? nos dá a dúvida e o sentido, nos faz precisos e imaginários. creio com força que uma poesia é capaz de conter uma lágrima ? e também de extraí-la. é capaz de um combate e de também dar o rosto. as evidências do silêncio são um canto nacional e um canto do estado, da cidade, do bairro, um canto do homem ? um canto do todo. de novo: uma margem. um canto, na verdade, para todos.

quem sabe cada poema
cancele um suicídio
remonte uma
      memória
nos traga
     um abraço perdido
nos sirva como sonho
       e como meta

quem sabe cada poema
nos mostre que a saudade
é poesia sem palavras
     e que todo mundo
     nesta terra
 portanto
  é poeta

criador que sente a dor
  da estrela
       cercada de abismos

pois quem sabe sejamos isto:
um silêncio
rodeado
de gritos

Maygon André Molinari nasceu em 1984, na cidade de Irati, Paraná, onde reside até hoje.

Serviço:

As Evidências do Silêncio
Maygon André Molinari
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-3352-7
Formato 14 x 21 cm 
80 páginas
1ª edição - 2013
Preço: R$ 10,00

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home