CIPÓ, A PÉROLA BARROCA DO SERTÃO BAIANO / Verônica Alves

É relevante deixar esclarecido que o trabalho de pesquisa não tem fim, certamente alguns aspectos foram deixados de fora, mas não esquecidos. O grande legado social e cultural do município poderá abarcar outras edições. A pesquisa histórica, assim como tesouros escondidos, não se sabe a profundidade, não se conhece a natureza física do material, tão pouco é possível precisar o seu real valor.

Contudo, o pesquisador sabe que o bem precioso está lá, entalhado em rochas, empoeirado em estantes ou guardado em velhos baús, esperando quem o descubra. Seguindo pistas, às vezes imperceptíveis a olho nú, é possível mergulhar na História e extasiar-se com ela. Então aproveite e boa leitura.
Verônica Alves

Em toda esta superfície de terras, abusivas concessões de sesmarias estavam subordinadas à posse de uma só família, a de Garcia D?Ávila (casa da Torre). De Itapicuru de Cima a Jeremoabo e daí acompanhando o São Francisco até os sertões de Rodelas e Cocorobó, rasgando o século XVII num lento caminhar. É do conhecimento dos cipoenses que o Padre Antônio Monteiro Freire, proprietário de uma sesmaria, enviou, em 1730, uma carta ao vice-Rei do Brasil informando-o sobre as águas termomedicinais em certa região. Estaria mesmo referindo-se às nossas águas?
Parecer emitido pela Universidade do Estado da Bahia - EDU-NEB Editora da Universidade do Estado da Bahia.

[...] O texto é resultado de uma preocupação com a preservação da memória local, garimpada pelo autor, tendo por objetivo reunir o máximo de informações sobre o município para que a memória não se dissipe e seus registros se percam, deixando uma enorme lacuna na História da Bahia e de aspectos singulares da história da região, conhecida pelas águas térmicas e medicinais, pela pecuária, e pela composição étnica.

Verônica Alves - Soteropolitana de nascimento, cipoense por adoção. Escreve desde 1989 quando ganhou o 1° lugar no concurso de poesias em Cipó Bahia, com o poema Realidade distorcida. Têm trabalhos publicados nas seguintes coletâneas: Zumbi Poesia e Prosa (1995); Salvador Novos Poetas (1996); Salvador 450 anos de Poesia (1999); Revista CEPA - Poesia Especial (2001); Revista Ômnira (2002). Em 2001 publicou o livro Auto Retrato Poesia; em 2006 entrou para o 1° Dicionário dos Escritores Baianos, com mais de 1380 escritores. Foi licenciada em 2010 no curso de Letras com Inglês pela Faculdade Dom Luiz, Ribeira do Pombal. Em 2013 publicou o livro, Cipó a Pérola Barroca do Sertão Baiano, Editora Scortecci, um recorte histórico, social e linguístico do município de Cipó em seu contexto geográfico. Em 2014 apresentou o artigo A Literatura de Informação e sua estrutura sintática e semântica, encontradas em manuscritos do século XIX, no VII Seminário de Estudos Filológicos UNEB – Filologia e Estudos de Linguagem; Entre o Texto e o Discurso.

Serviço:

Cipó
A Pérola Barroca do Sertão Baiano
Verônica Alves

Scortecci Editora
História
ISBN 978-85-366-3267-4
Formato 14 x 21 cm
116 páginas
1ª edição - 2013
Preço: R$ 30,00

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home