43 TERNURAS - ANTOLOGIA FAMILIAR / Vários Autores

Este desafio, há muito sonhado, só tornou-se possível pela perseguição de um ideal. O caminho da execução desta obra foi percorrido com grande interação de consciência familiar, onde os conselhos, aforismos, máximas, vivências, tornaram-se imprescindíveis para compor uma vida humana integral, e o que é melhor, para compor este livro, agora, uma realidade valorosa.

A DIVERSIDADE LINGUÍSTICA ENTRE POLICIAIS MILITARES E BANDIDOS / Antonio Monteiro

O autor neste livro, nos ensina a diversidade entre Policiais Militares e Bandidos dos mais diversos rincões do Brasil, com suas diferenças regionais e culturais, marcadas no comportamento,na ação e, sobretudo, na linguagem. O empreendimento deste livro implicou um périplo nacional em busca dos  dizeres e falares dos PMs e bandidos, em 27 anos de pesquisa, com passagem por vários estados da federação.

À FLOR DO CERRADO / Carlos Magno Sena

Relato das vivências do autor com o povo do Cerrado de Minas Gerais, região de Grão Mogol, onde ele percebeu o quão grande era sua omissão perante a sociedade dos excluídos. Carlos Magno Sena se faz múltiplo: bombeiro, paraquedista, cantor, escritor, ator, músico, pintor, fotógrafo, sem contar o talento que tem para fabricar brinquedos e móveis com caixotes de feira.

A RECEPÇÃO DE EÇA DE QUEIRÓS NO BRASIL / Cristiane Navarrete Tolomei

A obra "A recepção de Eça de Queirós no Brasil (Leituras do século XX)" traz uma reflexão em torno da crítica literária brasileira sobre o autor português Eça de Queirós. O livro divide a fortuna crítica queirosiana em três partes: a primeira, analisa as publicações de 1878 a 1942, tomada como a crítica seminal sobre Eça; a segunda, centra-se nas leituras críticas durante a comemoração do centenário de nascimento do autor, 1945; e a terceira, as leituras que rompem com a crítica seminal, produzindo releituras acerca de Eça, de 1945 a 2000.

BRANCO DE UBU / Gustavo Felipe Monteiro de Castro

Branco de Ubu, um simples filho de pescadores do Espírito Santo, mostra, com sua vida despretensiosa,  que a humildade e a glória podem conviver em perfeita harmonia. O relato, repleto de fatos inesperados, demonstra que nem sempre a vida nos conduz por caminhos previsíveis. Um simples dia pode mudar a história da humanidade.

 

CAMINHANDO ENTRE TRECHOS E TRECHOS... / Renata Carone Sborgia

Caminhando Entre Trechos e Trechos de Renata Carone Sborgia traz trechos inspirados em sentimentos do coração que enxerga na espreita da vida. Em cada página, o leitor, poderá caminhar ao seu bel-prazer com os trechos... e no final se surpreender por ter sido tocado de alguma forma por um deles!!!

CARTAS AOS MEUS NETOS / Abrahão José Kfouri Filho

O livro contém 21 cartas dirigidas aos dois netos do escritor, versando sobre diferentes temas que o futuro lhes reserva, alertando-os e orientando-os sobre como proceder para enfrentar, com ética, honra e disciplina, as delicadas situações a que fatalmente a vida os exporá.

CECÍLIA MEIRELES EM DIÁLOGOS RESSONANTES / Gisele Pereira de Oliveira (Org.) / Delvanir Lopes (Org.)

Há 50 anos, Cecília Meireles deixou de ser uma presença física em nosso mundo para permanecer nele com sua presença lírica. Nos 63 anos em que andou por aqui, produziu uma obra rara, que sempre desafiou os historiadores da literatura, transitando por um espaço-tempo singular, resistente às acomodações fáceis.

CLONE PARA O AMOR / Eliana Capuano

Jovem médico-cientista, durante confinamento em seu laboratório particular para tratamento terapêutico experimental e proibido por lei em seu paciente que morrerá se não o fizer,apaixona-se platonicamente pela esposa dele. A vocação para escrever de Eliana Capuano despertou na faculdade de direito, nos treinos seminaristas ainda no 1º ano.

CRIMES TROPICAIS / Ricardo Alcântara

Sob o pretexto de traçar o retrato do momento que vive em seu país, o imaginário arquipélago caribenho de Santa cruz, o jornalista Lino Linard escreve uma série de reportagens com o perfil de pessoas que conquistaram fortuna e poder agindo à margem das leis em uma sociedade excludente: uma cafetina, um pastor pentecostal, um empreiteiro, um ídolo do futebol, uma sequestradora e um contrabandista. Uma história latino-americana, exuberante e violenta.

DIÁLOGO DO REI E DO RÉU / Jorge Lescano

Florisbelo desceu da pedra de onde discursara. A massa de camponeses, armados com suas ferramentas e uma ou outra faca, gritou um “Viva!” poderoso. Estavam determinados a ocupar as terras dos nobres, mesmo que para isso corressem perigo de morte. De qualquer forma, tinham chegado à conclusão de que não havia nada a perder. Seus grandes chapéus brancos reluziam embaixo do sol.

EU SOU O ESCRITOR / Ronaldo E. Coelho

Ronaldo E. Coelho é Cidadão de Alcobaça na Bahia onde tem domicílio. Artista plástico e escritor desde sempre, atuou em muitos trabalhos sociais sempre com cursos de pintura e a questão da literatura; acredita piamente que não se dissociam literatura, arte e artesanato, fotografia, música e natureza; uma coisa sempre leva à outra, ou seja, não existe bela música que não tenha sido inspirada em belo texto.

FAGULHAS / Filemon F. Martins

Filemon Francisco Martins, de Ipupiara - BA, nasceu em 17/01/1950 e escreveu, entre outros, Flores do Meu Jardim (Poemas - 1997 - Opção2), Anseios do Coração (Poemas, sonetos e trovas - 2011 - Scortecci), Dicionário Genealógico da Família Ribeiro Martins (Editora Kelps - 2007) em coautoria com Mário Ribeiro Martins. É filho de Adão Francisco Martins e Francolina Ribeiro Martins.

FALSIFICAÇÃO DAS DIDASCÁLIAS DO MANUSCRITO d' O TRAIDOR DE DUBLIN / Lescano

Oito relatos com temas e motivos diversos escritos nos últimos trinta anos. Alguns dos personagens são figuras conhecidas no mundo da arte. Franz Kafka, Paul Gauguin, Jorge Luís Borges convivem com personagens ficcionais em enredos de sonho, de falsificação, de ensaio literário. Também o desencanto amoroso, o heroísmo e a traição tem lugar no livro.

GOL! / Jorge Lescano

Relatos com motivos de futebol. As formas destes relatos assumem gêneros diversos: a crônica, o conto, a resenha esportiva, etc. Sobre o pano de fundo do futebol se desenrolam temas clássicos: o duplo, a loucura, a memória da infância, a rebelião política, etc.. As narrativas revelam a presença do futebol no cotidiano dos personagens captados em momentos cruciais da existência. 

HAICAIS / Luciano Marino

Os "Haicais" de Luciano Marinho são poesias cujos temas nem sempre coloquiais são verdadeiros achados filosóficos. Há poemas extremamente simples e fáceis de ler. Enquanto outros exigem um pouco de reflexão ou apreensão intelectualista. Os seus elementos estruturais nem sempre obedecem ao rigor da métrica tradicional desta construção literária.

JORNADA RUMO AO SOL / Jorge Xerxes

Se Ícaro tivesse voado rumo ao Sol – suposto ter vencido a gravidade da Terra – como teria sido o seu fim? O Sol deve tê-lo consumido sem dó nem piedade. Transformado a massa de outrora num produto mais sutil. Fragmentos: imagens, lembranças, sonhos e outras sensações estéticas. Aquilo que denominamos poesia por pura impossibilidade de capturá-lo por inteiro. Isso, estes blocos elementares que compõem o sujeito, são os veículos propostos neste livro. Para a sua própria Jornada Rumo ao Sol.

LITERATURA BRASILEIRA - DO ÁTOMO AO BIT / Roseli Gimenes

A obra coloca em destaque o percurso da literatura brasileira considerando escrituras, principalmente, a partir do século XIX, de caráter de invenção, como as Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, analisando diacrônica e sincronicamente obras e autores como Gregório de Matos, no Barroco, Tomás Antônio Gonzaga, no Arcadismo, e Oswald de Andrade, no Modernismo, observando qualidades de literatura de invenção; passando ao contemporâneo pela obra A festa, de Ivan Ângelo, apostando em sua interatividade ainda em livro impresso, à ciberliteratura de Clarah Averbuck, nas redes sociais, e à poesia concreta e digital de Augusto de Campos, aliada às novas tecnologias digitais.

O CONSTRUTOR DE AMIGOS / Roswyta Ribeiro

Este livro embrionário é um tributo ao carinho, a singeleza da amizade das gentes de minha terra e à sofisticação das  montanhas de Minas. Em "O CONSTRUTOR DE AMIGOS  Príncipe e Poeta Que Reina Além das Montanhas"  atribuímos valores para viver em sociedade, com respeito, onde a arte da boa amizade é aplicada de maneira justa e generosa.

O DESEJO HOMOERÓTICO NO CONTO BRASILEIRO DO SÉCULO XX / Carlos Eduardo Albuquerque Fernandes

O Desejo Homoerótico no conto brasileiro do Século XX é uma obra de crítica literária e cultural, em que se percorre os caminhos da literatura brasileira que tem como personagens principais gays, lésbicas e travestis, evidenciando seus conflitos, desejos e como se forma essa subjetividade na literatura e na sociedade do período.

O VELEJADOR / Alika Finotti

Uma Jornada em busca de expansão da consciência e de conexão divina. Uma fusão de conhecimentos poética, filosófica, psicodélica, científica e espiritual. Escrito pelo autor com 21 anos de idade, entre 2005 e 2006, O VELEJADOR retrata a juventude da virada do milênio, que luta por um propósito maior em meio ao advento das realidades virtuais e dos paradigmas que definiram a década.

ONDE FOI QUE NÓS PARAMOS? / Rejane Machado

Comentários leves, em linguagem descontraída, sobre fatos comuns da vida: memorabilias,"fait-divers", observações sobre o cotidiano envolvendo música, literatura, uma pitada de filosofia, episódios cômicos da vida em família, um pouco de crítica literária-com uma visão positiva e alegre da vida. Nasci no Rio, amo montanhas e matas que temos em quantidade, para dar e vender. Professora, escrevo contos, inclusive para os miúdos, romances, crônicas, mas minha paixão é o ensaio e a crítica literária.

ORQUESTRA DE PASSARINHOS: HAICAIS / Antonio Marcos Amorim

Esta é uma obra reunindo cerca de 450 haicais, e refletem diferentes momentos da criação do autor, indo dos clássicos da escola tradicional haicaísta que remontam aos mestres japoneses dos séculos XVI a XVIII (Bashô, Buson e Issa) aos tempos atuais, com a maior singeleza e simplicidade possível, num estilo único que é o haicai.

PALAVRAS SOLTAS / Rodrigo Mendes Rosa

A poesia de Rodrigo Rosa esconde na ironia a contradição do cotidiano numa espécie de intervenção de uma realidade, que surge como que acusando a pretensão de ordem e beleza de nossa civilização, como que incomodando e interrompendo a ordem estética. A poética de Rosa é como um transeunte morador de rua que adentra uma festa de alta classe em uma capital qualquer desse país de contrastes.

PARTES DE UM TODO / Osmar Zumpano

Esta é uma obra cujo teor maior está voltado para o cotidiano das famílias. Há todo um título que lhe é dedicado, especificamente. Outros, quando não, também lhe haverão de servir, ainda que indiretamente. Assim, aqui e acolá, em todos os temas estarão palavras de esclarecimento, sinais de alerta, orientação pedagógica e exemplos (vivenciados ou não) que poderão servir como base para uma tomada ou retomada de posições.

POR QUE AINDA SE CRÊ EM QUIMERAS? / Luiz Scaff

O autor mais uma vez deixa livres seus pensamentos e ideias, agora em uma abordagem sobre um tema extremamente polêmico: religiões e deuses. Com um estilo característico e pela dinâmica do livro, é uma leitura que vai balançar antigos conceitos e levar o leitor a um exame crítico de seus pensamentos.

PRÓLOGO /Fábio Diógenes

Essa malha que nos envolve é um pouco de tudo que sobrou, não que seja resto, digo sobra porque é exatamente isso. Jamais a festa fora feita para tantos, os desígnios divinos vão à comunhão com os tais escolhidos, não estão na mesma linha que nos une, por outro lado, caminham sobre nós e sorriem do nosso destino.

RELATOS DE UMA ADOLESCENTE EX-VICIADA EM DROGAS / Joana D'Arc

Relatos de uma adolescente ex-viciada em drogas, novo livro de Joana D’Arc, é baseado em fatos reais e conta a trajetória de uma garota que, aos treze anos de idade, movida por uma crise existencial, fato bastante comum na adolescência, envereda pelo mundo das drogas, deixando para trás a escola e a família. Para manter o vício e a dependência, a garota vai viver numa favela e torna-se prostituta.

RELICÁRIO DA ESPERANÇA / Esperança Arruez Negrão

A paranaense Esperança Arruez Negrão resolveu reunir os vários textos que escreveu ao longo de seus 85 anos de vida – desde a década de 60 até os dias atuais – e transformá-los em um livro que pudesse atingir pessoas de todas as idades com uma inspiradora coletânea de mensagens sobre esperança, fé, amor, amizade e alegria. O resultado transformou-se no Relicário da Esperança.

RINCÃO DOS CANÁRIOS / Desiderium

Mário Quintana escreveu: “O passado não reconhece o seu lugar: está sempre presente”. Sabemos que o presente é um fugidio instante que está sempre se transmutando em passado. O leitor encontrará na narrativa sobre os personagens deste livro uma constante mistura de pretéritos que insistem em estarem presentes. Na Física Relativística a dialética sobre a dualidade espaço-tempo é perturbadora.

RIO DE HISTÓRIAS / Viriato Moura / Yêdda Borzacov / Samuel Castiel

Livro de contos que tem como objetivo prestar uma singela homenagem a cidade de Porto Velho, Capital do Estado de Rondônia, no ano de seu centenário, quando foi palco de uma enchente histórica que desabrigou milhares de pessoas, mesmo em bairros urbanos.

SAMBA NO ESCURO / Caio Augusto Leite

O escrever posto em cena, dissolvido e reagrupado num misto de caleidoscópio e luneta que busca aproximar-se da vontade primeira, do ato criador. Pensamentos, cenas vividas, obras de arte, tudo circula no empenho de chegar. É possível as palavras darem conta do mundo?

 

SEM RASTROS, SEM VESTÍGIOS / Alberto de Castro

Gostaria de levar você, caro leitor, a uma viagem leve, solta, e tentar levá-lo a descobrir um mundo novo. Quero estimular a sua curiosidade e mostrar que podemos ter um olhar diferente para algo que já foi visto e uma nova opinião sobre algo que já foi pensado.

SOBRE O MUNDO / Danielli Kolossoski

Neste livro, depois de muitas observações, análises e vivências, a autora passa a sua visão de mundo. Tão peculiar como se enxergasse através de uma grande luz ótica onde muitos podem ver, mas poucos conseguem enxergar. Amores tórridos, não correspondidos e uma análise nefasta de nossa atual sociedade.
Danielli Kolossoski Branco

TERRA NAVEGAÇÃO E CULTURA DE PAZ / Marizia Cezar

Transcrição da averiguação experimental dos emails sob escrita automática enviados para a rádio Antena I PT, desde início de 2016 até a COPA EURO, narrativa/ Epopéia, simultaneamente, ou, em sincronicidade, texto elaborado com o Inconsciente Pessoal interativo com o Inconsciente Coletivo, com recursos cabalísticos em associação dos valores das letras dos nomes próprios e lugares (estádios, cidades) e com os números das camisolas-nessa medição do Tempo (hora e minuto) a NAVEGAÇÃO online traz os resultados do sucesso para a avaliação do público.

TROVEJO DE TROVAS / João Gomes da Silveira

A trova, também dita quadra ou quadrinha, traz fortíssimo apelo e preferência populares. Grandes poetas, de Camões a Fernando Pessoa e Drummond, todos a cultivaram. Entre tantos trovadores brasileiros, citemos Adelmar Tavares, Amadeu Amaral, Belmiro Braga, Antônio Sales e J. G. de Araújo Jorge.

VOCÊ ACREDITA EM DESTINO? / Waldomiro da Silva Prado

História de vida baseada no autor, que procura encorajar as pessoas a lutar, acreditar no seu próprio potencial por meio de perseverança, trabalho, dedicação e Fé. Não ficar esperando as coisas cair do céu, ir a luta com garra e determinação. Todos conseguem, não basta somente sonhar. Temos que ter coragem para fazer dos nossos sonhos uma realidade. Fé não poder faltar.

ZÉ BARBOSA - O Prefeito do Povo, da Paz e do Progresso / José Constantino Faquiéri

ZÉ BARBOSA! Era de fato lendário. Vivia em mistérios e enigmas, isolado no único sobrado de Caracol, em 1980. As  vezes  visto nos jardins usando terno antigo e bengala. Contava-se que era coronel e trazia muitas mortes nas costas, mas tinha o corpo fechado. Aquele homem de 86 anos inspirava medo e mau agouro no povoado simples.

Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

Portal do Escritor 
Divulgação de Autores e Livros da Scortecci

FALE CONOSCO

 
Nipotech