AGORA EU SEI! / Ivelise Motta Bello

Com que matéria-prima se faz um sonho? Com quais sonhos se faz uma história? Os personagens desta aventura sabem as respostas. Para explicar, dão vida a mocinhos e bandidos, os quais redimensionam o imaginário nas histórias de todos os tempos, criando situações que instigam a repensar os modos de ser e viver hoje.

CINCO HISTÓRIAS PARA TEATRO - NOVENA NOVELA / Waldir de Luna Carneiro

A conquista da fé pela técnica - Deputado apavorado - Adultério em Gramática Gênio Decadente e  A Grande Promessa - Cinco divertidas, trágicas e extravagantes histórias  para teatro em apenas  92 páginas. “A civilização brasileira nasceu no palco, um fato único na história do mundo. Em toda parte a arte cênica é uma arte tardia que só se incorpora ao patrimônio dos povos quando atingem as altas escalas da cultura. No Brasil o teatro é anterior à nacionalidade.

CINEUROSE - DIA DE JUÍZO EM CAPITUBA / Waldir de Luna Carneiro

"Devemos aplaudir todos os escritores brasileiros que intentam dar uns poucos lampejos à Literatura Teatral." (Raquel de Queiroz). "A comédia está na raiz do teatro. As grandes tragédias e dramas têm algo de cômico, assim como as maiores comédias têm algo de trágico: Tartufo, de Molière, Mandrágora, de Maquiavel, Auto da compadecida, de Ariano Suassuna e tudo de Plauto." (Hélio Cícero, ator e diretor). "No romance há um ambiente de multidão, uma variedade de conversas.

DIZ(AMOR) / Airen Wormhoudt / Zédú Neves

Três histórias que se cruzam. Três momentos que nascem de um primeiro texto, “A Inquisição da Alma”, que insere poeticamente o tema da dualidade feminino/masculino: uma brincadeira de amor entre Jasão e Medeia, renovados no século XXI. Será? Medeia ainda se mostra apaixonada e lamenta os desencontros do amor. Jasão cruza os séculos repetindo fórmulas, delineando o desgaste do masculino que desemboca na falência da relação a dois.

ESPELHO / Daniel Alves Brasil / Ana Szcypula

O livro, além de conter o texto dramatúrgico da peça "Espelho", narra os primeiros três anos da existência do grupo paulista Refinaria Teatral. Nesta obra você também encontrará fotos da peça teatral, histórias sobre a turnê de 2010 e 2011 e irá conhecer um pouco sobre os integrantes do grupo.

FUGINDO DA SECA / Elena Urias

Fugindo da Seca, a primeira obra teatral de Elena Urias, foi inspirada em fatos reais, relatados por Maria Pessoa, uma companheira de quarto que, nas longas noites de insônia, confidenciava-lhe o drama vivido por sua própria família. A obra conta a saga de mais uma família nordestina que, para fugir da fome, vem para São Paulo em busca de uma vida melhor. A história se desdobra em três gerações, com a primeira se passando no Nordeste e as outras duas na cidade  de São Paulo.

MONÓLOGOS INTESTINOS / Sheik Spir

Farsa tragicômica urbana envolvendo uma família burguesa classe média quase alta.
O autor é natural de São Paulo, bacharel pela USP.

 

NOVA DRAMATURGIA / Alberto L. Martins

Quando vamos às livrarias mal encontramos livros sobre dramaturgia. Alguns clássicos às vezes, mas nada compatível com a produção nacional, que se estende a roteiros, ensaios, novelas e peças de teatro. Os sites da internet ainda apresentam alguns resultados, primordialmente focados em comédias, mas quase nada em formato de livro.

O FIO DE ARIADNE / Leonia Oliveira

O Fio de Ariadne é composto por três peças: “O Fio de Ariadne”, uma peça com características das tragédias gregas, tal quais as adaptações que Leonia Oliveira fez para o teatro de Marguerite Duras (A Doença da Morte) e Marguerite Yourcenar (Safo). A poética de O Fio de Ariadne fez com que a autora lhe retirasse as marcações para a valorização do texto: uma narrativa trançada, um novo final para o ícone Ariadne.

O LÍDER / Waldir de Luna Carneiro

Um diletante das letras. É assim Waldir de Luna Carneiro: amador no sentido mais belo da palavra. Um amante da dramaturgia, enamorado do teatro elaborado que transforma e diverte. Não há espaço em jornal impresso que dê conta da vida desse contador de histórias. Responsável pela percepção crítica de várias gerações de grupos de teatro do sul de Minas, o jornalista e dramaturgo é nome dos mais homenageados do teatro mineiro.

PITADAS DE ANGÚSTIA / Rapha Ramos

Sete peças curtas abordando relações conflituosas, instigantes, instintivas. Personagens e relações que se revelam em meio a curtos diálogos. Pitadas – Porções pequeníssimas de uma coisa. Angústia – Grande aflição acompanhada de opressão e tristeza. Escrever é vomitar. E é somente isso. Simples assim.

QUEM É O OCULTO? / Carolina Buna Alves

Bárbara é uma mulher de 30 anos que tem o sonho de casar. Ela está em seu e-mail verificando a sua caixa de entrada quando aparece um convite de casamento. Bárbara estranha, mas acaba indo à cerimônia. Chegando lá, vê que caiu em uma cilada e tenta sair do local, porém é espancada e levada de volta para a sua casa, onde está sob os cuidados de um homem desconhecido.

REVOLUÇÃO EM CAMPINA BRAVA / Waldir de Luna Carneiro

É uma comédia onde a ação decorre em uma cidade do interior, sendo a figura principal um Coronel solteirão que vive em companhia de uma filha adotiva, sua sobrinha e seu fiel empregado. O coronel se apaixona pela viúva de um pastor protestante que possui um filho. Um açogueiro da cidade agitador e panfletário disputa o amor da viúva. Os personagens criam uma revolução latifundiária na qual se passa na época de 1963.

 

TRILOGIA LÉSBICA / Ronaldo Ventura

Trilogia Lésbica é a primeira publicação da dramaturgia de Ronaldo Ventura. Traz três textos com temática lésbica. A primeira das três é a “Les”, uma história de duas amigas, em que uma delas tem uma namorada. A trama gira em torno do relacionamento tumultuado entre as duas namoradas e os conselhos e “pitos” que a outra amiga dá. A segunda é “Eu Queria ser a Cássia Eller” - É uma noite de bate papo em que uma mulher está tentando conquistar outra.

Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

Portal do Escritor 
Divulgação de Autores e Livros da Scortecci

FALE CONOSCO

 
Nipotech