SONETOS NO OUTONO DE 2018 / Zuleika dos Reis

Pouco, quase nada conheço de sonetos, além de que se trata de objeto poético sob a forma fixa de quatro estrofes, as duas primeiras de quatro versos, as duas últimas de três versos. Então, à guisa de “prefácio”, deixo aqui um dos sonetos. Creio seja ele o suficiente como introdução para a leitura dos demais.

Eterna – 2
Quem sabe possa eu olhar-vos, flores,
Não apenas do alto, da janela
Esta mesma de sempre, esta eterna.
Quem sabe eu possa colher-vos, alguma

De vós, inteira, nesta minha mão.
Quem sabe eu possa colher-me também
De novo, uma qualquer primavera
De mim, no Outono, como a paineira

Esta, que me estará e tão florida
Como há tão pouco estava, ainda,
A lembrar-me de uma eternidade

Que se renove, se renove sempre.
Que não se renove a dor, da dor.
Da dor se possa renovar o amor.

Soneto mau

Chamo sonetos a esses poemas
Mas, não tenho certeza de tal coisa.
Que sei de sonetos? Nada, decerto!
Quatorze versos, rimas, e admito:

Pouco mais. Perdão peço, sonetistas
Solenemente, peço-lhes perdão
Que eu, ciosa de exatos conceitos
Nem nome saiba dar a versos meus...

Logo, sejam apenas maus sonetos
Falhos de rima e de estrutura
Falhos de pensamento e vida própria

Falhos de emoção, falhos de tudo.
Dizendo-os assim, digo-me a mim
Descrevo-me a mim, soneto mau.

Zuleika dos Reis, paulistana, estreia na literatura com Poemas de Azul e Pedra (1984). Em 1989 publica Espelhos em Fuga, pela Editora Objetiva; em 2008, Flores do Outono (tankas) pela Editora Arte Paubrasil e, em 2016, Hidra Inofensiva para Heroísmo Nenhum (contos). Participa de As Quatro Estações, haicais (1991), e da Antologia do Haicai Latino-Americano (1993), coletâneas publicadas pela Aliança Cultural Brasil-Japão e Massao Ohno Editor; também de Natureza – Berço do Haicai (kigologia e antologia), 1ª edição em 1996, livro-referência para haicaístas, organizado por H. Masuda Goga e Teruko Oda; em 2006 obtém o primeiro lugar no 18º Encontro Nacional de Haicai e, em 2007, a quarta colocação no Concurso de Haicai do 29º Festival das Estrelas, tradicional festa japo-nesa que se realiza anualmente no bairro da Liberdade. Sua poesia é apresentada por Nelly Novaes Coelho no Dicionário Crítico de Escritoras Brasileiras (2002), pelo selo Escrituras. Boa parte do seu trabalho em poesia e prosa está nos sites Recanto das Letras e PALAVRAS, TODAS PALAVRAS.

Serviço:

Sonetos no Outono de 2018
Zuleika dos Reis

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-5628-1
Formato 14 x 21 cm 
108 páginas
1ª edição - 2018
Preço: R$ 29,00

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home