CRISTOBALDO NO PAÍS DE CÁ / Flávio Spina

Cristobaldo no País de Cá enfoca a diversidade das etapas do ativismo político da corrupção e desmando do "País de Cá", concitando a heroica oposição liderada por Cristobaldo Aguirra no decurso de 2021 a 2091, como protagonista carismático para a proposição de uma história marcante, findada em 2112, compartilhada com amigos patriotas na temática do soerguimento do país. No enredamento dos personagens, por excelência mulheres transmutando amores, qualidades e fraquezas, atrela-se à narrativa a presciência do mundo cósmico projetado em ficção.

Este trabalho intelectual não poderia ser tão antagônico se deixasse de evocar em seu perfil biográfico uma analogia enxadrezando a fácil dedução, como se a história do “País de Cá” fosse similar a de muitos países que conhecemos. Todavia, há sim, na excepcionalidade de asserção, a história de um país líder no deboche institucional e na corrupção franqueada, que bem traduz ser “de Cá” o país em que vivemos, não obstante a continência de coloquialidade e o contraponto, enfocados no discorrer dos fatos. Entretanto, como verdade, não é bem essa a intenção ficcional do escritor que, embora se detenha em seu país como inspiração, estrutura uma nação insurgente facetada e moldada pelas mãos do oportuno líder Cristobaldo Aguirra, que adentra, com os seus abnegados protagonistas, eras, fases e instantes assaz antropológicos, com as soluções amargas e necessárias – do primitivismo ao hodierno, dos automóveis às astronaves, até às profundezas cósmicas do mítico planeta Xerus.
O autor

De ascendência italiana, Flávio Spina nasceu em 5 de maio de 1931 em Jundiaí, São Paulo. Estudou em escolas do município de Santos, onde atualmente reside, graduando-se em Contabilidade pelo Liceu São Paulo da cidade. Como se percebe, não muito cedo ingressou, em 2011, na literatura como poeta e agora, pela segunda vez, com este seu livro, no gênero de ficção, tendo antes escrito alguns esparsos contos  com  lauréis. Ao falar de si, o escritor sempre exagera na entoação da prosódia, então detenhamo-nos num trecho fragmentado do projeto de Cristobaldo Aguirra – personagem maior deste livro – quando assim, lá pelas tantas, se expressou: “Eu me vi então andando no comum dos habitantes, norte e sul por essa terra conjuntada em quatro cantos. E tão grande era o país com governos nos quadrantes – quatro ases competindo nas funções e nos deveres, sobre tudo, sobre todos, sobre cada citadino como outrora não se via: quando dantes na porfia só reinava a soberbia por ser uno o governante: sem vogal itinerante era um deus  que  não  se  via!”.

Serviço:

Cristobaldo no País de Cá
Flávio Spina

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-4980-1
Formato 14 x 21 cm 
236 páginas
1ª edição - 2017
Preço: R$ 38,00

 
 
Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

Portal do Escritor 
Divulgação de Autores e Livros da Scortecci

FALE CONOSCO

 
Nipotech