MEMÓRIAS DO BATERISTA CANHOTO / Romir Andrade

O chamamento para a música ocorreu por volta dos 15 anos. O apelo para os tambores fez com que procurasse tirar som das panelas, da escrivaninha da sala de aula da escola, de um pequeno tamborete de couro de jogar peteca na praia (precursor do frescobol) e de um bongô. Ao chegar à bateria, por volta dos 18 anos, começaram os problemas: canhoto, tinha que tocar com os tambores e pratos em posições invertidas; não havia método de bateria para canhotos! O jeito foi criar um modo de tocar fora do comum que determinou um estilo próprio e o ajudou, como baterista da banda The Angels, a participar de mais de 130 faixas de gravações, entre elas as 40 faixas com que Roberto Carlos deflagrou o movimento da Jovem Guarda. Esta é a história que é contada neste livro.
Romir, o baterista canhoto   

Romir Pereira de Andrade é Arquiteto, engenheiro de segurança do trabalho e músico.

Serviço:

Memórias do Baterista Canhoto
The Angels, The Youngsters e a Jovem Guarda
Romir Andrade

Scortecci Editora
História
ISBN 978-85-366-4571-1
Formato 14 x 21 cm 
120 páginas
1ª edição - 2016
Preço: R$ 40,00

 
 
Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

Portal do Escritor 
Divulgação de Autores e Livros da Scortecci

FALE CONOSCO

 
Nipotech